Assembleia Municipal pede esclarecimentos ao Governo sobre o fecho da Esquadra da PSP em Carnide

10 de Fevereiro de 2021
Assembleia Municipal pede esclarecimentos ao Governo sobre o fecho da Esquadra da PSP em Carnide

Assembleia Municipal pede esclarecimentos ao Governo sobre o fecho da Esquadra da PSP em Carnide

Na passada terça-feira (10), a Assembleia Municipal de Lisboa decidiu favoravelmente pelo pedido de esclarecimentos ao Governo no que diz respeito à reabertura urgente da Esquadra da PSP em Carnide. A votação obteve unanimidade de todas as forças políticas.

Há um ano e quatro meses que a 42.ª Esquadra da PSP em Carnide está fechada. Na altura, a 16 de outubro de 2019, o MAI teria decidido encerrar este equipamento municipal por falta de condições para o trabalho dos 72 agentes que ali desempenhavam as suas funções. A população, contra o fecho abrupto e sem perspetivas futuras da Esquadra da PSP, assinou uma petição “Pela (re)abertura urgente da Esquadra da PSP em Carnide”. Mais de quatro mil peticionários expressaram a sua vontade de fazer reabrir a única Esquadra no centro histórico da freguesia.

Fábio Sousa, Presidente da Junta de Freguesia de Carnide, fez saber, em Assembleia Municipal, na passada terça-feira (10), que desde que tem as chaves consigo, a Câmara Municipal de Lisboa ainda não avançou com as obras de requalificação necessárias à reabertura da esquadra: “O que é que a Câmara Municipal de Lisboa já fez desde então? Nada. Absolutamente nada. Não só não fez qualquer tipo de obra como recusa todo e qualquer pedido de reunião por parte da Junta de Freguesia, dos peticionários e dos moradores de Carnide.”

Uma inércia contestada pelo Vereador da Mobilidade, Segurança, Economia e Inovação da Câmara Municipal de Lisboa, Miguel Gaspar, que, segundo adiantou o Presidente da Junta de Freguesia de Carnide “nunca mostrou, em momento algum, disponibilidade para reunir” com a população de Carnide ou com a sua Junta de Freguesia.

A recomendação da comissão avaliadora por um pedido de informações junto do Governo sobre as intervenções relativas à reorganização do dispositivo de esquadras na cidade de Lisboa e pela intervenção do Governo no sentido de dotar a PSP dos meios necessários para um policiamento de proximidade, designadamente através da construção de uma nova esquadra em Carnide, foi aprovada por unanimidade de todas as forças políticas e deputados independentes com assento na Assembleia Municipal de Lisboa.

Fábio Sousa concluiu ainda que, face à unanimidade expressa naquela sessão, a Junta de Freguesia, os mais de quatro mil peticionários e os restantes moradores de Carnide aguardam agora por uma reunião com o MAI e com a Câmara Municipal de Lisboa que, segundo afirma, “nada fizeram até ao momento”.

Partilhar